•  09 jun 2015  •

Vacina contra Meningite tipo B

Oi Mamães! Hoje vou falar sobre um assunto de muita importância. Foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a primeira vacina contra meningite tipo B. A vacina acaba de ser lançada no mercado brasileiro pelo laboratório GSK. Chamada de Bexsero, a nova imunização é a única forma de prevenir a doença meningocócica invasiva causada pelo meningococo B. A vacina é recomendada a partir dos dois meses até os 50 anos.

vacina

Essa vacina já está aprovada em 37 países, incluindo Europa, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Além disso, seis países já implementaram a vacina no programa nacional de imunizações.

No Brasil, a doença causada pelo meningococo B foi responsável por 53% dos casos diagnosticados em crianças com menos de cinco anos em 2014. Segundo o Ministério da Saúde, foram notificados 1.500 casos da doença no ano passado, sendo que as regiões Sudeste e Sul apresentaram os maiores índices. O diagnóstico da meningite é de difícil identificação, pois ela pode ser confundida com várias outras doenças, como febre, dor de cabeça, confusão mental e seu principal sintoma, rigidez na nuca. A doença meningocócica é de fácil transmissão, rápida evolução e alta mortalidade.

A doença pode matar em até 24 horas e precisa obrigatoriamente de hospitalização, tratamento com antibiótico e, quando não leva ao óbito, frequentemente deixa graves sequelas como amputação dos membros inferiores e superiores.

Por enquanto, a vacina só está disponível na rede privada de todo o País, e em muitos hospitais a vacina já esgotou! Segundo o laboratório, ela será vendida por R$340,00, mas esse preço pode ser muito mais alto dependendo do local! Mas cá entre nós mamães, dada a importância dessa doença, acho vale a pena o custo!

Em bebês de dois a cinco meses, devem ser administradas três doses da vacina com intervalo de dois meses e reforço entre 12 e 23 meses. Para as crianças de seis a onze meses, serão aplicadas duas doses com o mesmo intervalo e reforço com dois anos. A partir do primeiro ano até os adultos de 50 anos, também se deve aplicar duas doses sem necessidade de reforço.

A única contraindicação é para gestantes e pessoas com alergia a algum componente da vacina. Entre as reações estão dor no local da aplicação, inchaço, vermelhidão, mal-estar, febre e dor de cabeça.

A meningite é uma doença que tem várias causas, a principal é a contaminação por vírus e bactérias que afeta as meninges, membranas que recobrem todo nosso sistema nervoso central. Sua transmissão se dá pela tosse, espirro ou saliva.

Conversei com a pediatra do Lorenzo, Dra. Flávia Oliveira rapidamente por telefone sobre a vacina e ela me disse que é super a favor, pois a meningite B tem uma alta taxa de letalidade.

Hoje no Brasil temos a vacina de Meningite nos tipos A.C.W.Y. Sábado passado o Lorenzo tomou essa vacina, porém no particular, pois por enquanto ela não está disponível na rede pública.  O SUS oferece a Meningocócica C, Pneumocócica , BCG e Pentavalente.

Na próxima consulta com a pediatra falaremos mais sobre o assunto e volto para contar para vocês! Essa vacina ainda é uma novidade para mim, por isso buscarei mais informações de um profissional da saúde, assim fica mais fácil dar minha opinião e passar informações mais completa para vocês!

Por enquanto é isso, cabe aos pais decidirem dar ou não essa vacina em seus filhos, já com o ok da nossa pediatra com certeza darei no Lorenzo, com essas doenças não se brinca não é mesmo?

Super beijo!

Fonte: http://noticias.r7.com/

1 Comentário
Saúde e Bem Estar