•  03 jun 2015  •

12 fatos sobre Mães que não amamentaram

Oi mamães! O post de hoje foi feito com muito carinho para as mães que tentaram de tudo para amamentar seus bebês e não conseguiram. Quero dizer que apesar de muitas mães (inclusive eu) obterem o sucesso nesta difícil tarefa, isso não te faz “diferente” ou “menos” mãe do que eu ou qualquer outra.

Quando estava grávida, nunca cheguei a pensar que não conseguiria amamentar o Lorenzo (sei que este é o pensamento de todas as mães). Li muito sobre o assunto, mas confesso que não me preparei para possíveis “imprevistos” como o de não conseguir amamentar. E graças a Deus correu tudo bem, meu leite desceu ainda na maternidade, o Lorenzo sabia sugar direitinho, só teve uma coisinha: eu não tinha bico, por isso tivemos que usar o bico de silicone (eu nem sabia que existia).

Ainda assim ouvi de algumas pessoas que não era para usar porque perderia o contato entre mãe e filho. Que??? Se eu, que tinha leite suficiente para amamentar o Lorenzo, já ouvi esse tipo de comentário inútil, imagina quem estava tentando de todas as formas amamentar e não estava conseguindo?

Ninguém está preparada para a real dificuldade da amamentação, temos acessos a informações, procuramos ajuda profissional, participamos de grupos fechados sobre amamentação, mas até aí tudo é teoria, difícil mesmo é a prática.

Sempre pensamos que, seja quais forem as dificuldades, iremos superá-las, mas não é bem assim.

Por isso, vamos às 12 verdades sobre mães que não amamentaram!

Maes que nao amamentaram 2

1 – Existiram muitas tentativas sem sucesso

Sim, e ninguém estava lá para ver o sofrimento daquela mãe. Ela tentou de várias formas, diversas vezes, porém sem sucesso. Às vezes fazer o máximo não é suficiente.

2 – Todas carregam culpa

Uma mãe que tentou de tudo para amamentar seu filho sempre carrega a culpa de que poderia ter feito mais e tentado mais. Mas a dor que ela sente, vai além da dor física de quando o bebê pega o peito para mamar.

3 – Amamentar é difícil

É difícil sim, dói, machuca, sangra. A gente se prepara, lê vários artigos sobre o assunto, mas ninguém está preparada para “não” amamentar. Uma mãe sabe que enfrentará todas as dificuldades que vierem, mas infelizmente algumas são mais difíceis que outras. E a falta de preparo (obvio, não imaginamos passar por isso) faz com que lidar com a situação se torne cada vez mais difícil.

4 – Toda mãe procura ajuda

Seja de um profissional, da mãe, de uma amiga, toda mãe ao passar por isso procuram ajuda para obter o sucesso na amamentação. São tentativas intermináveis seguidas de frustações, dores, choros, depressão e impotência.

5 – Mostra-se forte

Disfarçar os sentimentos, não admitir que existe um problema e que talvez não tenha solução na esperança de vencer.

6 – Todas tentam até o fim

Por mais angustiante que seja, você está vendo seu bebê perder peso, as coisas saindo do seu controle, visitas a especialistas acompanhadas de um “vamos tentar de tudo”, seu marido, sua mãe, sua família, torcendo para que tudo dê certo, e você ali, firme e forte (ou nem tanto) abraçando a ideia de não desistir e continuar nesta luta. Você é guerreira!

7 – Elas pensam em desistir…

Pensar em desistir nos enche de culpa, vergonha, frustração, sensação de fracasso. Mas se houver algo que ainda poderá ser feito, lá estamos nós, tentando.

8 – Elas choram

Talvez, seja mais fácil dizer sobre os momentos em que não se chorou. Chorar por cansaço, por medo, por frustação, pelo sonho de amamentar, pelo contato mãe e filho que não aconteceu.

9 – Elas não estão sozinhas

Dividir o problema com outras pessoas que passaram pela mesma situação de certa forma nos traz alivio. Saber que não estamos sozinhas, que isso acontece com outras pessoas, alivia a culpa de que somos responsáveis por esse problema. Você não é um caso à parte, e sua situação é normal, e mais aceitável do que parece.

10 – Existe outro tipo de relação mãe e filho

Pode ser que com tantas dificuldades e sofrimentos acabamos esquecendo de outras coisas tão importantes quanto amamentar. Seja no peito ou na mamadeira, a maneira como este ato é feito é o que vale. Olhar nos olhinhos, cantar, contar uma história. Além do leite, a sua presença e o calor do seu corpo é o que fará seu filho crescer e se desenvolver. Uma mamadeira, num aconchego de mãe, um colo quentinho e amoroso, vale muito mais que um peito frio de uma mãe impaciente.

11- Tenha em mente que você está fazendo tudo o que pode

Não se culpe, não viva sob pressão. Você sempre fará tudo o que pode e da melhor forma possível. Lembre-se que de que nenhuma mãe foi e nunca será perfeita, vivemos nos cobrando, fazemos o que achamos certo, e o certo para nós, pode não ser para outra pessoa.

12 – Vamos chamar de “desinformadas” as pessoas que criticam

Às vezes noto em alguns olhares de preconceito quando tiro a mamadeira da bolsa para oferecer para o Lorenzo. O Lorenzo parou de mamar no peito aos 8 meses e até os 6° mês o aleitamento materno foi exclusivo. Foi uma decisão minha, com apoio do meu marido. Agora imagina se eu também não tivesse conseguido amamentar e tivesse sofrido horrores? Como será que eu encararia um olhar deste tipo? As pessoas precisam tomar cuidado e medir as palavras ao fazer qualquer tipo de comentário ou lançar um olhar de reprovação. Se a mãe que não conseguiu amamentar estiver em depressão, uma atitude dessas pode acabar agravando a situação. Não se deixe ser julgada por pessoas que não conhecem sua história.

O amor de uma mãe, é muito maior do que alimentar, o amor, o afeto, o carinho, o companheirismo ultrapassa a nutrição!

Super beijo!

27 Comentários
Saúde e Bem Estar
27 Comentários
  1. nara   em 04/06/2015 - 19:47

    Muito bom o texto.Eu estou passando por isso, my filha de 2 meses nao pegou meu peito.Alguma pessoa ficar falando q ela tem que mamar se nao ela vai ficar doente logo…Isso machucar muito eu pirq eles nao saber o que eu passei pra ela pegar . Mas com tudo isso my filha e saudável e ganhando peso a cada dia. .

    • Josi Alves   em 16/06/2015 - 13:58

      Oi Nara! Que bom que gostou! O mais importante é a relação entre vocês duas e ponto! Beijos

  2. Anna   em 08/06/2015 - 01:15

    Muito bom o post. Realmente é muito dificil.
    Praticamente orgulho ferido não conseguir amamentar. Meu bebe tem dois meses e meio e desde os 45 dias estou complementando com nan. Ele não ganhahava peso, e no começo acabou perdendo muito. Fui numa especialista e tentamos de tudo para ficar exclusivamente no peito. Infelizmente não deu. Durante 20 dias dei mamadeira escondida, por vergonha. E pra nao ter que ouvir comentarios desagradaveis. Mas acabei entendendo que é o melhor pra ele. O que ele precisa, então é o que vou fazer. Mas dói…

  3. Noemi   em 03/08/2015 - 00:12

    Passei por isso chorei muito não acetava dar a mamadeira e meu bebê estava perdendo peso ,eu só chorava pois como diz no artigo nunca passou na minha cabeça não amamentar meu peito e bom tava tudo certo tinha muito leite mas ele não aceitou por nada fazia até ânsia quando colocava na boca dele hj está com 3 meses e só na mamadeira e sinto sim esses olhares como se eu não quisesse amamentar as pessoas naao tem noção oq passei por não amamentar mas ver ele saudável e oq me consola …..adorei o artigo.

  4. Luka   em 03/08/2015 - 02:17

    Tive a maior frustração quando meu filho ao completar 1 mês não quis mais saber do peito de forma nenhuma.
    Como ele nasceu acima dos 4kg (4.450g) ele ja no hospital teve que tomar conplemento de fórmula, e com recomendação do pediatra de continuar intercalando peito e fórmulas,chegou um momento em que ele não quis mais saber do peito, só tomava a mamadeira, quando eu dava o peito pra ele ele chorava desesperado e não pegava de maneira nenhuma, mas como eu tinha leite de sobra, a cada mamada eu tirava o leite e dava na mamadeira, isso até ele completar 3 meses, depois fui cessando aos poucos até não tirar mais e meu leite diminuir.
    Mas a sensação de querer amamentar e não conseguir é muito frustrante!

  5. Fabiana   em 04/08/2015 - 22:04

    Olá Josi tudo bem?Adorei o seu post sobre amamentação estou grávida de 20 semanas por coincidência é vai se chamar Lorenzo estou bastante preocupada como farei para amamentar pois também não tenho o bico do peito e todos me falam que não conseguirei porque com o bico já é difícil imagina sem,esse assunto me preocupa muito já pesquisei na internet e perguntei meu médico o que fazer para estimular o bico mais tudo que faço não adianta nada até hoje está do mesmo jeito.

    • Josi Alves   em 05/08/2015 - 13:47

      Oi Fabiana! Parabéns pelo Lorenzo! Nome lindo! Eu adoro!!! Querida, não se preocupe com isso. Ainda é muito cedo para pensar neste assunto. Eu te entendo perfeitamente, conheço os seus medos, mas se você não tiver bico quando o Lorenzo nascer, faça como eu, use o bico de silicone. Ele ajuda muito, eu não tive problema nenhum com ele, o Lorenzo pegou direitinho (já ganhei um na maternidade), compra um e deixe na mala da maternidade, primeiro você tenta sem o bico mesmo, isso não quer dizer que ele não vá conseguir pegar. O bico de silicone estimula o surgimento do bico do nosso seio enquanto eles estão mamando, quando ele aparecer, vc tira o bico e coloca o seu na boquinha dele. Aproveite sua gravidez, curta cada momento, eu tenho certeza que vai dar tudo certo! Se precisar estarei aqui ta?! Beijão

  6. Daniela   em 13/09/2015 - 14:22

    Acredito que muitas mães tenham tentado e não conseguiram mas acho que o principal motivo é falta de informações adequadas e falta de preparo. Antes de o bebê nascer é preciso preparar o bico, eu passava em dias alternados bucha vegetal durante o banho, é bom tb tomar sol no bico e usar as conchas antes de o bebê nascer. E depois que nascer, deixá-lo sugar pelo tempo q quiser, não dar chupeta antes de a amamentação estar bem estabelecida, não dar mamadeira (dar fórmula em copo de cafezinho se for preciso), tomar muita água, usar as conchas… infelizmente muitas mães não leem sobre o tema a tempo. E tb, infelizmente, conheço mães que não se esforçaram nem um pouquinho. Tentaram 2 dias e desistiram. Meu leite desceu no fim do terceiro dia, minha bebê chegou a tomar 3 copinhos na maternidade, li e ainda leio muito sobre o assunto, e hj minha filha está com 4 meses e só mama no peito.

    • Josi Alves   em 13/09/2015 - 21:15

      Oi Daniela! Concordo com você! Muitos são os motivos e infelizmente a falta de conhecimento e informação faz com que muitas mamães não consigam amamentar! Beijos

  7. Vanessa   em 23/04/2016 - 23:37

    Muito obrigada pelo post… chorei mais um pouco, mais foi mto mto bom para mim!!!
    Minha filha esta com uma semana e nao quis de forma alguma… tentei de td… ate o fim!!!
    Mais nao me conformo ainda!!!

  8. Nathalia   em 10/07/2016 - 12:12

    Obrigada.. Confesso que tenho chorado muito.. Minha bbzinha está com 45 dias, estou com mastite e sinto dores absurdas para amamentar.. Por causa de um outro problema de saúde anterior a gravidez não posso tomar antibióticos.. Tenho muito leite! O que faz eu me sentir pior ainda.. Estou começando o desmame agora.. Mas meu corpo é minha cabeça estão com sentimento de culpa.. Tenho procurado muitos textos que me façam me sentir melhor, o seu é muito bom! Obrigada

    • Josi Alves   em 26/07/2016 - 22:57

      Nathalia, não fique assim! Eu até posso imaginar o que está sentindo, imagino que não seja fácil! Pense que esses problemas estão além de suas forças, você sozinha não conseguiria resolve-los. Sua bebê tem a melhor mão que poderia ter, se não fosse assim, Deus não a colocaria em sua vida. Tente se apegar a outros momentos, a cada troca de fralda, a hora de dar a mamadeira. Você é forte e vai superar isso! Beijos

  9. Cláudia Rodrigues   em 19/08/2016 - 18:38

    Muito obg por esse texto me traz um consolo eu tenho uma filha de treze anos e agora tenho um bbzinha que vai fazer um mês dia 25 na maternidade ela tomou completo porque a glicemia estava baixa porque eu tive diabetes gestacional e ai quando cheguei em casa insiste só nno peito quando voltamos na pediatra ela tinha perdido muito peso ai a pediatra foi colocar ela pra mamar e ela chegou a ficar rouquinha de tanto que chorou e de lá pra cá ai que ela não quer mamar mesmo eu estou insistindo parece que não estou pronta pra desistir mas ela mama cada dia menos queria conseguir parar sem me sentir incapaz eu pensei tanto que ia amamentar que nem comprei chuquinha só comprei depois que teve que dar o complemento ando triste fico segurando pra não chorar mas eu tô mal

  10. Juli   em 01/09/2016 - 22:30

    Oi meninas. Boa noite
    Queria muito compartilhar isso com vcs. Eu me dediquei totalmente a maternidade desde o primeiro instante q soube q estava grávida. Mesmo não sendo uma gravidez programada. Não comia besteiras, não comia saladas cruas fora de casa, em casa todas as minhas verduras e frutas eu deixava de molho no Hipoclorito de Sódio. Nada de contato com gatos tudo isso por medo da tal toxoplasmose que minha médica disse q era perigoso se caso ei pegasse. A preocupação com o surto de dengue e zica vírus q teve eu usava repelente q nem uma louca, muitas das vezes o calor era infernal, mas eu estava lá com roupas longas por medo de ser picada e minha filha nascer com algum problema, tirando isso minha gravidez foi maravilhosa. Tudo se encaminhava bem mesmo cansada e estressada com todos esses cuidados. Até ela nascer, meu parto estava programado para ser normal porque eu queria q fosse normal. Infelizmente tive todas as dores do parto cheguei a dez de dilatação e quando fui fazer força p ela sair, o coração dela ficava fraquinho foi aonde fizeram uma cesariana de emergência. Aí veio a amamentação, amamentei por 10 dias, e nunca senti tanta dor na minha vida. As dores q eu senti amamentando foram piores q as minhas contrações. Quem teve parto normal ou sentiu as contrações sabe bem do q eu estou falando. E eu lá insistindo pq até uma enfermeira da Unimed veio na minha casa me ensinar como amamentava e nada sem sucesso, e eu lá insistindo e essa sociedade redicula que só sabe criticar

  11. gih   em 04/10/2016 - 23:10

    Não amamentei meus 2 filhos … não tinha leite mesmo! Agora grávida do 3 já decidi que não quero amamentar. .. passri por todo aquele stress no hospital, bb com fome chorando por horas, enfermeiras te ordenhando e nada!!! Foi traumático demais isso! E mesmo o pouco q consegui odiei a sensação! Não vi nada mágico nisso! Espero q a equipe médica respeite minha decisão!

    • Anonimo   em 31/10/2016 - 18:25

      Eiii aamiga…meu caso é o mesmo…tenho dois filhos e não amamentei eles porqir eu não tive lleite…era q se eu tiver o terceiro ,eu não terei leite tbm????…provavelmente não terei leite!

      • Anonimo   em 31/10/2016 - 18:29

        Me fala mais sobre seu caso aamiga…creio q vai me ajudar a entender minha situacao

  12. Jessica   em 28/10/2016 - 08:21

    Nossa, que belo texto… em tudo que lia, acabava me identificando. Não tive leite para amamentar meu filho, e ainda choro por isso. Sou recriminada por muitos, seja qdo me pergutam se ele mama só no peito, ou mesmo qdo tiro a mamadeira da bolsa. Fico tão chateada que meu dia acaba ali. Me sinto a pior mãe… sim… por esse motivo! Já tentei e ainda tento de tudo, mas, a cada dia que passa, tenho menos sucesso. Choro com a pediatra do meu filho, por tentar, tentar, tentar e não conseguir. Se as pessoas realmente soubessem como fica o coração de uma mãe que tentou e tenta de tudo para amamentar e não consegue, jamais nos recriminariam. A pediatra me acalma dizendo que não sou “menos”mãe pq não amamento. Meu filho é lindo e saudável, e ela sabe do amor que tenho por ele, que ultrapassa qualquer aleitamento. Sim… é verdade. O amor que sinto pelo meu filho não tem palavra que descreva… ultrapassa qualquer limite… é um amor absurdo de tão lindo e sublime…um amor que não requer nada em troca…. Eu amo meu filho, incondicionalmente!

    • Josi Alves   em 31/10/2016 - 23:42

      Você é maravilhosa! A melhor mãe que seu filho poderia ter! Nunca se culpe por isso, o mais importante você tem de sobra: Amor! Beijo no seu coração!

  13. luciana amaral   em 03/11/2016 - 20:27

    tive meu filho Isaac com 33 semanas prematuro não tive muita barriga tive que antecipar meu parto por causa da minha pressão alta e liquido baixo foi horrível fiquei um mês internada ate ter ele depois outro sofrimento tive que ficar mas um mês no hospital ate ele desenvolver e pegar peso nasceu com 1120 perdeu foi pra 905 e hj esta com 2250 mas ta mamando so leite aptamil tenho pouco leite e nao sustenta ele e pra completar ele chora muito pra pegar e com isso fica so no complemento isso me doi muito

    • Josi Alves   em 08/11/2016 - 13:52

      Luciana, não fique triste! O mais importante é que seu filho está bem agora, e o mais importante para ele são os seus cuidados e carinho. Vocês já passaram por tantas coisas juntos, isso é o de menos agora! Curta muito esse pequeno, e tenha certeza de que você é a melhor mãe que ele poderia ter! Beijos e que Deus os abençoe sempre!

  14. Bruna   em 08/11/2016 - 14:38

    Minha bebe ja esta com dois e hoje ainda choro por nao ter conseguido amamentar e olha q eu nem imaginava essa possibilidade. Pra mim ia ser tao natural q nap ia ter problemas pq nao via nenhuma das meninas q conhecia tendo dificuldade. Mas ai com vinte anos e gravida do primeiro filho tive q fazer uma cesariana pq a medica dizia q os batimentos de minha bebe estavam irregulared e que ela podia esta entrando em sofrimento e como ja estava com 39 semanas a cesariana foi feita..oq me doi eh que enquanto esperava a enfermeira vinha checar os batimentos e ela dizia esta tudo normal q os batimentos nao estavam irregulares…pensei por um momento q a medica queria facilitar seu trabalho e pronto…eu chorei tanto pq toda a gestaçao me preparei para um parto normal..minha primeira frustacao. Depois ja no quarto toda dura da anestesia chega o momento da amamentaçao: a enfermeira tenta eu me ajeito me contorço e maria tereza chorando pq eu nao tinha bico!! Poxa a enfermeira nem parou pro um instante pra acobnselhar falar desse bico de silicone ja levou meu bebe pra tomar o LA por uma seringa! Ela.chorava.de fome e eu estava sozinha pq meu marido nao sabia como me ajudar! Eu me.sentir.traida a minha medica nunca sequer mencionou q eu teria problemas em amamentar e nenhuma enfermeira se dispos a me ajudar..quando.chego em casa tentei de todod od jeitos q ela pegasse.comia q nem.doida e a noite me lembro q o leite jorrava e ela nap conseguia pegar…depois de dias meu marido começou a falar q ia se afastar q eu matar a criança de fome! Depois disso passei a ter vergonha de tentar na frente dele como se debochasse de mim..eu ja começava a me deprimir..minha sogra so comparando falando da bisneta q amamentava noite e dia q o bebe dela so crescia…eu so abaixava minha cabeça e chorava por dentro. Acho q pra sempre vou sentir essa culpa essa dor nem me sinto mais mulher e sei q essa foi minha unica chance de amamentar..nunca terei esse prazer essa alegria..todas as meninas q cobheço amamentam e foi parto normal..oq sera q eu tenho de errado? Isso marcou minha alma. Nao sei se eh muito recente mas evito sair de casa pra ter q dsr uma mamadeira em publico..prq sempre essa dor q tristeza umq vergonha como se eu nao fosse completa..

    • Josi Alves   em 20/11/2016 - 00:47

      Oi Bruna! Me emocionei com seu depoimento! Eu sei que para quem está de fora é muito fácil falar, e eu estou aqui, sem saber o que te dizer. Não alimente essa culpa, você e Deus sabem o que foi feito, o quanto você tentou e sofreu. Sua filha tem a melhor mãe que ela poderia ter, sabe por que? Porque foi Deus que te escolheu como mãe e Maria Tereza como filha!Força!!!! Vocês tem muito o que viver ainda, terão muito momentos felizes juntas e muitas histórias para contar! Beijão

  15. Stefany   em 14/11/2016 - 13:58

    Chorei quando li o texto. Meu bebê tem 15 dias. Eu saí da maternidade com meu bebê tomando leite artificial por eu não tinha leite muito menos bico. Com 2dias o leite desceu e eu tirei por completo o leite artificial. Também ganhei no hospital o bico de silicone. E ajudou muito mesmo. Meu bebê mamou meu leite. E isso me deu muito orgulho. Só que agora não consigo tirar o bico. Estou me sentindo culpada e sem chão. Tenho medo do meu leite acabar porque não é estumulado corretamente com o bico de silicone. Já tentei várias vezes dar sem o bico e meu bebê não aceita. Me machuca e larga o peito. Choro só de pensar em não conseguir mais amamentar.

  16. Bia   em 28/12/2016 - 18:47

    Me sintô triste demais , tive que tirar meu filho com 4 meses do peito , tive que começar um tratamento e os remédios são fortes. As vezes olho as outras mães amamentando e me sinto inferior , e penso que meu filho não tem vínculo comigo porque não mama . Amo ele mas que tudo nessa vida.

  17. Bia   em 28/12/2016 - 18:48

    Me sintô triste demais , tive que tirar meu filho com 4 meses do peito , tive que começar um tratamento e os remédios são fortes. As vezes olho as outras mães amamentando e me sinto inferior , e penso que meu filho não tem vínculo comigo porque não mama . Amo ele mas que tudo nessa vida. ❤

  18. Nathalia Ferreira   em 06/04/2017 - 21:53

    Amei esse post! Pois é exatamente o q eu estou passando no momento com meu Lucca de 25 dias! Também tive leite Ainda na maternidade e meu Lucca também pegava certinho; sofri desde o começo para que meu bico se formasse, fiz inúmeras massagens dolorosas, usei conchas, bico de silicone, até que: ufa! Ele apareceu.
    Mas devido à eclampsia q tive no pós parto, fiquei internada e meu bebê em casa… tomei inúmeros remédios super fortes e quando tive alta, tive q tomar (Ainda tomo) alguns em casa e sem data para termino… e então veio a notícia do meu Cardiologista, do Neurologista e também do Pediatra do Lucca: “mãe, vc não pode amamentar, esses remédios são super fortes, o Lucca está bem, vamos cuidar de você. Chorei 2 dias seguidos ao olhar pra carinha dele e ele mamando “leite de lata” (como os palpiteiros falavam) na mamadeira. Me recusei a tomar os remédios, para q pudesse amamentar ele, e aí fui eu que passei mal. Ouvi horrores de pessoas fúteis q são desocupadas e não poupam agente de nada, já não basta sermos mães de primeira viagem, cheia de dúvidas, de traumas do parto e pós parto (no meu caso) e com os peitos cheios de leite, mas não poder dar! Não, não basta, os palpiteiros estão 24h de plantão pra falar!

Deixe seu comentário